Anderson H

revistaPelo critério “ius soli”, paulistano, pelo critério “ius sanguinis”, cearense. Toda sua escrita sofre, portanto, irradiações do modernismo/concretismo sudestino e da cultura popular nordestina. Acredita que poeta é quem se sente poeta, pois que a língua é um direito personalíssimo e seu uso não deve sofrer limitações de qualquer natureza.

 

Livros
http://bardoescritor.blogspot.com.br/p/livros-do-bde.html    http://www.portalescritor.com.br/lermais_materias.php?cd_materias=495&friurl=:-ANTOLOGIA-DO-I-CONCURSO-DE-POESIA-AMIGOS-DO-LIVRO--FLIPOCOS---2010--Varios-Autores-: