José Ronaldo Siqueira

Cotidiano em três cenas

Cotidiano em três cenas

Finalmente meu lar. Véspera de Natal o shopping fica lotado. Todos os olhares nas vitrines e nós sendo vitrines de todos os olhares. Os pensamentos alheios nos fitando, filtrando nosso caráter, nosso potencial de consumo: “Deve ser rico!”, ou então, “Ih! Pé rapado! Vai comprar seis meias, não dá nem para a comissão do vendedor…”.

Anúncios
Meu universo numa nódoa de café

Meu universo numa nódoa de café

Enxuguei a mancha de café que deixei cair na agenda de anotações de minhas ideias para futuras historietas, não tanto para preservar a agenda em si, que era uma dessas cadernetas de anotações de espiral, pequena, de custo não ultrapassante os três reais, mas para salvaguardar os pensamentos, ideias e trechos de cotidianidade que eu colecionava na minha passagem pelos hojes da vida.
[…]