Jarbas Siebiger

Dez Meses de Solidão

Dez Meses de Solidão

Então, o caminhão partiu. E tudo o que eu era, ou pudera ser, estava contido numa carroceria. Percebi, desta forma, que há algo de poetizável na miserabilidade.

Anúncios
Minha Rua Não Tem Palmeiras

Minha Rua Não Tem Palmeiras

Minha rua é socialista. Quando chove, há barro para todos. Lá, a democracia é totalitária. Quiseram calçá-la, base de rateio. Uns poucos declinaram, continuou crua. Ideologicamente, prefiro. Seria brindar incapacidades.
[…]

À Espera de Uma Chamada

À Espera de Uma Chamada

Então reparei na forma com que segurava o celular. A mão arqueada, que o suspendia com absoluta precisão das extremidades, permitindo que apenas um dos cantos tocasse o mármore.
[…]

Sapatos

Sapatos

Rasputin em palácio, Booth ao teatro, piloto-de-onze-de-setembro, adentrou a loja. Mirou a balconista e disparou à queima-roupa: “– Me dê aqueles!”, apontando preto e reluzente par.
[…]

Churrasco

Churrasco

Maio, cheiro da graxa desmanchando ao braseiro imiscuía flor de eucalipto. Fora apeando o baio que já avistaria o russo, lenço maragato e bombachas, botas cano-alto, pretas e lustro.
[…]

O Autômato

O Autômato

O autômato acorda cedo. É metódico. Registra todo o conhecimento, sem questionar o pensamento. Refuta qualquer aproximação que possa desvirtuá-lo. Há um objetivo a ser trilhado: se manter no trilho.
[…]

À Margem Esquerda do Sena

À Margem Esquerda do Sena

Pele traveste cheiros. Mas este que dela exala é digital. Fixou-se.
[…]