2 Comentários

Faíscas nos olhos

Teorizo a matéria em vazios,
Espalhando migalhas na mesa.
Tenho n’alma um terreno baldio
E sou cúmplice, invento a surpresa.

Num pé d’água em desterro que cai,
Com faíscas nos olhos, despejo
Negro mar de friezas que vai
Já castrando e calando o desejo.

No sol que arde em mormaços febris,
Eu recorto horizontes num lume,
Sucessão inconstante de agoras.

Tatuagens em mim eu que fiz,
Sou um bicho com garras em gume,
Afiadas… Magoam… Esporas…

 

Composição musical e interpretação: Angelo Santedicola

Apoie este projeto!

Crowdfunding

Tá na hora de imprimir!

Faça uma doação!

Ganhe recompensas!

Campanha “Caminhos que se abrem

A revista digital superou as nossas expectativas. Então resolvemos assumir um compromisso bem mais sério com os nossos leitores: um sítio com domínio próprio, com design competente e responsivo E… a edição impressa!

Saiba mais aqui.

Anúncios

Sobre Magmah

O magma é rocha ígnea que está em constante estado de ebulição, oculta no interior da terra, e só é lançada para a superfície por atividade vulcânica, sempre iminente. De sua solidificação, formam-se pedras preciosas. Daí a escolha do meu pseudônimo.

2 comentários em “Faíscas nos olhos

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: