Deixe um comentário

LOUCURA A DOIS

Pareciam felizes no retrato que decorava o criado-mudo. Talvez tenham sido por algum tempo. Clarice encontrara Manuel há dez anos. Nunca imaginou que poderia suportar tanto, embora nada doesse mais que a certeza de que permaneceria ali. As constantes grosserias do marido a conduziram a um mundo áspero, sem desejos. Numa noite de lua cheia, Clarice saiu de casa. E foi morar no quintal. Não disse mais uma só palavra. Apenas latia. Exatamente como a cachorra que seu marido acreditava ter ao lado.

Anúncios

Sobre Dolce Vita

Meu nome é Cristina Taiar. E meu pseudônimo "Dolce Vita", fruto da minha paixão pelo cinema. Sou psicóloga clínica, e há sete anos mantenho um site onde publico contos inspirados em imagens. A partir de 2014, comecei a me aventurar também como roteirista. Em parceria com um amigo residente nos Estados Unidos, escrevo roteiros de curtas-metragens que ele dirige e produz em Atlanta. O cinema tem me ensinado a ser econômica ao contar uma história. Por isto, descarto os rodeios, mas adoro uma reviravolta.

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: