4 Comentários

A SUBMISSA

A SUBMISSA

Laura desejava poucas coisas na vida. Passara boa parte dela à margem de tudo, como quem tenta evitar não apenas o mundo, mas a própria natureza. O silêncio de sua existência desbotada cabia em qualquer espaço. Quando ela menos esperava, Rodrigo surgiu em seu caminho. Laura entendeu que, mesmo no meio do deserto, a paisagem mudara. E o sentido nasceu do contraste: pertencer a Rodrigo tinha o gosto da liberdade. A seus pés, Laura criou asas.

Anúncios

Sobre Dolce Vita

Meu nome é Cristina Taiar. E meu pseudônimo "Dolce Vita", fruto da minha paixão pelo cinema. Sou psicóloga clínica, e há sete anos mantenho um site onde publico contos inspirados em imagens. A partir de 2014, comecei a me aventurar também como roteirista. Em parceria com um amigo residente nos Estados Unidos, escrevo roteiros de curtas-metragens que ele dirige e produz em Atlanta. O cinema tem me ensinado a ser econômica ao contar uma história. Por isto, descarto os rodeios, mas adoro uma reviravolta.

4 comentários em “A SUBMISSA

  1. Ter a quem servir ou a que servir pode ser uma necessidade para alguns e, ainda que paradoxalmente, só se libertam assim. Excelente! Uma aula de como fazer um microconto… Beijo.

    Curtir

  2. Maravilhosa e muito talentosa essa minha amiga! Adorei o conto, a revista.. . Sucesso, viu? Beijo

    Curtir

  3. O inesperado, misterioso e, quem sabe, caminho de prazer.

    Curtir

  4. Gostei muito!

    Curtir

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: