Deixe um comentário

é tarde

de onde vem essa voz?
pra guiar meus passos
e questionar acertos
dentro de um jogo comprado

o futuro está imposto
nas páginas de um livro
escrito por um louco, morto
por levar risco a sociedade

flashes de liberdade
ganham o céu, o mar, o espaço
pois debaixo do que é imposto
poucos podem ver as grades

de onde vem essa voz?
pra me dizer que é tarde

 

Letra: Daniel Moreira – Música: Cardo Peixoto
Anúncios

Sobre Daniel Moreira

Nasceu em Caçapava do Sul e mudou-se para Pelotas no final de 1996. Publicou dois livros de poesias, Poemas Urbanos em 2009 e [Re]versos em 2012. É autor fixo da Revista Samizdat e um dos idealizadores do projeto Poesia no Bar.

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: