Deixe um comentário

memória

meu

outro dia percebi um bater descompassado
meu coração dilacerado
transmutou-se em dois pequenos seres
mimados e cheios de vontade própria
gêmeos, angustiados

não sei dizer quando a dicotomia
rasgou a retórica e invadiu
o músculo delgado e fraco
nem qual parte dele resolveu
se livrar da outra primeiro

a guerra foi travada
e não há como voltar à calmaria
carrego a batalha dos sentires
todas as vezes que o destino
puxa-me pela mão para dançar

Imagem: Gêmeas, nanquim sobre papel, por Larissa Marques
Anúncios

Sobre Larissa Marques

Escritora, poetisa, leitora compulsiva, amante de Baudelaire e T.S. Eliot

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: