3 Comentários

Movimento em si menor

movimento em si menor
por não ter onde ir, cá estou
e espero que o final seja breve
que se molhe o silêncio a fio de lâmina
que se rasguem pedaços de nada até sangrar o branco
e que se aplaquem os vazios
destes meus olhos
que têm sede

(Celso Mendes)

Anúncios

Sobre Celso Mendes

escritor? não. alguém que quer ver a palavra emergir a apontar imprevisíveis direções. deixá-la crua ou temperá-la, pouco importa a receita ou o formato, importa ver aonde aponta e onde toca. e ser por ela tocado.

3 comentários em “Movimento em si menor

  1. “…que se rasguem pedaços de nada até sangrar o branco” – E venham as cores no ritmo das asas para celebrar uma nova manhã.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sintético e denso. Ler-te é sempre um grande prazer. Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  3. A navegação por imagens densas e um ritmo musical se evidenciam neste poema. Breve e belo!

    Curtido por 1 pessoa

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: