1 comentário

Ao amigo do lado de lá

418545_2780466156215_676972400_n
arte de Lanoia

Morro tanto quanto imenso
se de mim morre um amigo
morro quando perco dente
morro tanto quando ausente

tu desligas quando eu ligo
sei que sentes quando penso
eu no chão e tu suspenso
paralisas quando eu sigo

nossas vidas insurgentes
seguem rumos diferentes
sei dos ares que respiro
quando busco teu consenso

tu és um no documento
e és outro no convívio
tuas vidas são latentes
se fizeram tão presentes

és da paz enquanto eu brigo
fazes ser enquanto eu tento
tu és pó eu sou cimento
mas eu fui feliz contigo.

Wasil Sacharuk

Anúncios

Sobre Wasil Sacharuk

Wasil Sacharuk é gaúcho de Pelotas e facilitador de oficinas de produção textual literária e de escrita criativa focalizadas no desenvolvimento do interesse pela produção textual e a troca de experiências entre escritores amadores. Publicou “Uma Outra Gnose”, “Sete Sinas”, “Soneto Libertino”, "Catilinárias I", "Catilinárias II", "Da Janela Virtual", "Acrósticos", “O Arquivo e a Verve”, "InspiraturasLab" e "Escorpião - versos autobiográficos". Wasil Sacharuk publica em www.wasilsacharuk.com

Um comentário em “Ao amigo do lado de lá

  1. lindo poema! daqueles da série “eu gostaria de ter escrito” 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: