Deixe um comentário

Rimas e fomes

rimas e fomes

Percebo um calor, um mormaço que acalma,
Leveza de alma e um suave torpor.
Rajadas de vento, carinho que excita,
No corpo palpita e na pele é um alento.

Respiro bem fundo e quebro o encanto.
A mente, no entanto, universo rotundo,
É prenhe de sonho, ilusão e quimera,
Só vive de espera, é até enfadonho.

Eu tento domá-la, fazê-la silente,
Ao menos que tente calar-me na fala.
E guardo pra mim tudo aquilo que sinto,
Se omito, não minto, me aquieto, isso sim.

Retorno ao fugaz, embalada na brisa,
O ar quente me alisa, devolve-me a paz.
Relaxo e me abraço a esse som que me alcança
E sigo na dança, marcando o compasso.

Repleto de estrelas, sem nuvens o céu,
Nos olhos, pincel, vou tingindo-as ao vê-las.
A vida parece, assim vista de fora,
Em cima da hora e viver me apetece.

Anúncios

Sobre Magmah

O magma é rocha ígnea que está em constante estado de ebulição, oculta no interior da terra, e só é lançada para a superfície por atividade vulcânica, sempre iminente. De sua solidificação, formam-se pedras preciosas. Daí a escolha do meu pseudônimo.

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: