Deixe um comentário

Eu só quero o caminhar da noite

darknesseu não sei de você. eu não sei do mundo. eu só sei que há ruas desertas pro caminhar da noite. não espero o esbarrar prometido nem o encontrar por aí. eu só quero o caminhar da noite. não quero o do fim de semana nem o combinado do fim do expediente. eu não quero o lugar comum. eu só quero o caminhar da noite. quero o encontro com a solidão. como o escuro que faz sombrio o deserto da via que de dia tem a vida mais vivida dos dias de solidão. e eu quero a escuridão da via. eu quero a vida dos bichos que vivem a vida na escuridão. tão só. é pedir demais que ande só pela solidão da via, que do dia pra noite engole tropas de ungidos do capitalismo? e eu só quero o caminhar da noite. eu quero o encontro comigo que de tão dado a outros e os outros tão doados a mim eu me chegue no espelho e pergunte: quem sou? eu quero o encontro com a solidão. como só que sou, sou, por ironia, a presença que marca a ausência de mim na vida que me segue. e eu amo a vida que me segue. ‘eu sou só, eu sou só eu’.

.

(imagem da internet)
Anúncios

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: