Deixe um comentário

O Ferreiro

Coração martelado feito soldado, espremido como laranja, pronto para tomar. Sem conservantes, e disposto em muita brasa, queima queima queima.

Coração embrasado, fumegado e derretido, é malhado, enformado e deformado. Coração requentado, assim desentortado, assim fora forjado.

Coração na bigorna, explodindo em faíscas, clama por Hefesto teu soldador. Coração explosivo, coração invasivo, invadido.

Coração vermelho, pulsante e derretido, coração doído e derramado, coração coagido e devotado a ti. Coração devorado, mastigado e digerido pelo próprio coração.

Tal qual desenho, o coração se apaixonou pelo ferreiro.

O coração queimado e resfriado pelo Ferreiro, pulsa pulsa pulsa.

Anúncios

Seu comentário é bem-vindo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: